Paz e Amor!

Paz e Amor!
O Inverno Chegou!!

segunda-feira, agosto 29

Grão-de-bico – Diminuindo o colesterol e aumentando a felicidade


O grão-de-bico não é das leguminosas mais populares aqui no Brasil. Mas os poucos que usam, podem comprovar: por trás desse humilde grão há uma porção de felicidade.

A história mostra que o cultivo do grão-de-bico foi desenvolvido pelas civilizações grega, romana e egípcia, mas que sua origem ocorreu nas regiões do Oriente Médio. E apesar de tanto tempo no mercado, a verdade é que ele não ficou tão longe de casa e hoje em dia circula com mais frequência pela Índia e pelos países do Mediterrâneo.

O grão-de-bico é fonte de fibra e contribui para a redução do colesterol. Cada 100 g do grão contém 6 g de fibras, sendo em maioria solúveis. As fibras insolúveis colaboram com o organismo na eliminação de açúcares, gorduras e colesterol. O índice de proteínas não fica por baixo: são 8,4 g para cada 100 g.

"O ferro disponível nessa leguminosa é mais bem aproveitado pelo organismo. Quanto às proteínas, a qualidade delas é muito superior à das demais leguminosas, sem contar que são totalmente digeridas, o que não acontece com suas congêneres", explica Maria Esther Fonseca, pesquisadora da Embrapa.

Fornece ótimas quantidades de ferro e magnésio. Ferro que dá saúde aos glóbulos vermelhos do sangue, para transportarem o oxigênio do organismo para os tecidos. Magnésio que trabalha na composição de muitas estruturas, mais de 30 enzimas, e cuida do bom funcionamento do sistema neuromuscular.

A leguminosa também é fonte de boas quantidades de cálcio e vitaminas do complexo B. Quase nada de gordura, e nada de colesterol. Alta concentração de ácido fólico, útil na prevenção de doenças cardiovasculares e tratamentos de anemia. Grandes quantidades de amido, fonte de energia para todo o organismo.

E os benefícios do grão-de-bico continuam. Contém triptofano, um aminoácido importante na produção de serotonina, o neurotransmissor que ativa os centros cerebrais responsáveis pela sensação de bem estar. Por isso o grão-de-bico afasta a depressão e aproxima a felicidade. A seretonina também mantém a confiança e a segurança em funcionamento.

O grão-de-bico possui fitoestrógenos, hormônios vegetais que previnem a osteoporose e problemas cardiovasculares. É utilizado com sucesso em terapias de reposição hormonal para mulheres na menopausa.

Na gastronomia, é o principal ingrediente de uma pasta árabe chamada homus. Tanto em árabe quanto em hebraico, homus é traduzido como grão-de-bico. Mas a pasta, que é leva o nome do principal ingrediente, também é feita com molho de tahine, uma massa à base de gergelim. Podem ser adicionados sal, alho, salsinha, e até cominho e páprica em algumas receitas.

E já que está comprovado o potencial do grão de bico, resta agora aproveitar. Vamos então a cozinha conhecer como se faz o homus, uma deliciosa receita com o grão da felicidade.

Cada 100g de grão-de-bico (cozido e demolhado) contém:

Calorias – 121 kcal
Água – 65,8 g
Proteínas – 8,4 g
Lipídios – 2,1 g
Hidratos de carbono – 16,7 g
Amido – 15,1 g
Fibra – 5,1 g
Vitamina B1 (Tiamina) – 0,1 mg
Folatos - 54 μg
Ferro – 2,1 mg
Fósforo – 83 mg
Potássio – 270 mg


** Desfrutem desta delícia sem medo de serem felizes!

abçs,

Nenhum comentário:

Paz!