Paz e Amor!

Paz e Amor!
O Inverno Chegou!!

segunda-feira, setembro 7

Goiaba, uma fruta muito saudável!

Na forma de fruta, sucos...
Entre as frutas produzidas em regiões tropicais e subtropicais, a goiaba se destaca pela sua rica composição nutricional, que apresenta teores elevados de vitaminas, minerais, fibras, beta-caroteno e licopeno. Dentre as vitaminas, destacam-se os elevados teores de vitamina C, vitamina E e ácido fólico.
As diferenças no valor nutritivo entre as variedades de goiaba são pouco significativas do ponto de vista nutricional, com exceção das de cor branca e vermelha, visto que nas brancas os teores de licopeno são inexpressivos. 
A goiaba verde, devido à maior presença de taninos, pode prender ligeiramente o intestino caso as sementes não sejam ingeridas, pois estas funcionam como fibras e, se consumidas em quantidade adequada, evitam a prisão de ventre. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a recomendação de fibra é de 25 a 35g por dia. Outro tipo de fibra presente nas goiabas é a pectina, que contribui para a redução de absorção do colesterol dietético, além de reduzir a velocidade de absorção dos carboidratos, o que é mais saudável.

A goiaba vermelha, assim como outros vegetais de cor vermelha (ex. pitanga, melancia, mamão, tomate e morango), é rica em licopeno. O licopeno é um carotenoide sem atividade pró-vitamina A, que possui elevada atividade antioxidante, com capacidade de sequestrar o oxigênio singlete, que é uma espécie extremamente reativa de oxigênio. 
Os antioxidantes da dieta após absorção são encontrados dentro das células ou na circulação, protegendo as substâncias e membranas celulares de serem oxidadas ou danificadas, ajudando a prevenir, por exemplo, doenças cardiovasculares e câncer.

O licopeno pode ser encontrado na natureza em duas formas: cis e trans. A forma trans é menos absorvida, mas quando esta substância é submetida a altas temperaturas é transformada na forma cis, que é melhor absorvida pelo organismo. Isto ocorre no processo de fabricação de molho de tomate e goiabada. Portanto, a goiabada é melhor fonte de licopeno do que a goiaba por duas razões: por ser mais concentrado e por possuir maior teor de licopeno na forma cis. Estudos mostram que, após a ingestão de licopeno, este predomina no plasma e também se acumula nos tecidos humanos (ex. próstata, fígado, pulmão), protegendo estes órgãos.

Na tabela abaixo, são apresentados os principais nutrientes encontrados na goiabada vermelha.

Texto de Luiz Fernando Miranda e Karla Silva Ferreira*

 * Doutorando e professora do Laboratório de Tecnologia de Alimenos (LTA) da UENF


Nenhum comentário:

Paz!