Paz e Amor!

Paz e Amor!
O Inverno Chegou!!

segunda-feira, março 7

Impotência Em Homens Diabéticos



O que é a impotência?

Para poder definir de forma adequada o que em Medicina se entende por impotência é importante esclarecer previamente algumas questões.

O orgão sexual masculino pode encontrar-se em dois estados:

1. Estado basal ou de relaxamento (flacidez) que é o habitual incluindo quando realiza a sua função de condutor de urina.

2. Estado de excitação ou ereção, relacionado diretamente com a atividade sexual

Nesta última forma o pénis aumenta de tamanho e consistência, de forma progressiva e ao longo de um tempo que pode ser muito variável. Torna-se mais rijo, eleva-se sobre o plano horizontal, colocando-se diante do abdómen e permitindo a penetração durante o ato sexual.

Denomina-se de impotência a impossibilidade de alcançar ou manter o estado de ereção suficiente para permitir uma relação sexual.

Anatomia do pênis

O pénis é formado por três cilindros que consistem em dois corpos cavernosos e um corpo esponjoso.

O corpo esponjoso encontra-se ao meio, debaixo dos corpos cavernosos, contém a uretra e termina numa expansão distal a glande.

Os corpos cavernosos, são dois corpos laterais responsáveis pela rigidez do pênis.

No seu interior existem múltiplas cavidades constituídas por músculo liso e que se vão enchendo de sangue durante a ereção até alcançar a rigidez completa.

A ereção alcança-se graças á capacidade do pénis em se preencher de sangue. Estímulos múltiplos diretos ou psicológicos podem pôr em marcha este mecanismo.

Todo o processo está controlado pelo sistema nervoso, havendo um componente consciente voluntário e outro inconsciente reflexo.
 
A diabetes é uma causa frequente de impotência. Entre 30 a 50% dos doentes diabéticos mal controlados são afetados por problemas de ereção.

Esta maior predisposição dos diabéticos para sofrerem de impotência relaciona-se com o que é normal na evolução da doença: as complicações vasculares e neurológicas da diabetes.

O fator mais importante além da duração da doença é a falta de controle adequado, já que nestes casos aparecem alterações nos vasos sanguíneos e nos nervos que são os principais elementos responsáveis pela ereção.

Assim serão causas de impotência na diabetes, alterações que podem se desenvolver ao longo da doença:

· Alterações vasculares afetando as artérias que irrigam o pénis;

Alterações nervosas pela neuropatia que atinge a inervação desta zona;

Alterações hormonais que além da insulina pode ocorrer em outros hormônios;

Alterações psicológicas em doentes que sofrem de doença crónica, podem predispor a fatores psicológicos com incidência negativa na qualidade de vida e no funcionamento sexual.

Os medicamentos que por vezes o diabético tem de tomar pela presença de outras doenças pode também afetar a ereção.

O que fazer se surgirem disfunção erétil (impotência)?

Normalmente o paciente deverá ser encaminhado para o Urologista, especialista neste campo.A este vai caber analisar, estudar o caso e propor a solução que a ele melhor se adapte.

Hoje em dia existem distintas opções de tratamento que permitem corrigir ou melhorar este problema em quase todos os pacientes.

Assim temos:

* 1. Tratamento com hormônios se houver alguma deficiência.

* 2. Psicoterapia efetuada por Psicólogos especializados nesta área se a parte psicológica tiver um papel importante na disfunção.

* 3. Sildenafil (Viagra),é o medicamento mais usado para a impotência, que pode ser tomado por via oral. Exige algumas precauções na sua tomada sobretudo se há problemas cardíacos. No diabético parece ter resultado positivo em cerca de 40% dos casos. Outros medicamentos orais estão disponíveis hoje no mercado com o mesmo efeito mudando apenas o tempo de atuação, mas também só devem ser prescritos pelo médico.

* 4. Auto-injeção no pénis de um medicamento (prostaglandina) que tem efeito local, com boa resposta em cerca de 80% dos casos, embora necessite ser aplicado sempre que se pretende obter uma ereção.

fonte:Portal Diabetes

bjs,soninha


Nenhum comentário:

Paz!