Paz e Amor!

Paz e Amor!
O Inverno Chegou!!

domingo, julho 3

Dobram os casos de Aids na terceira idade em 10 anos


Avôs e avós fazem sexo, sim. E, sem proteção, também pegam Aids. De 1998 a 2008, os casos da doença entre pessoas acima de 60 anos no Brasil mais que dobraram, segundo dados de 2010 do Ministério da Saúde.

A via predominante de transmissão é por relação sexual heterossexual, em ambos os sexos.

Embora o número absoluto de casos ainda seja pequeno em comparação com outras faixas etárias, o ritmo de crescimento da doença entre os idosos é preocupante, afirma Eduardo Barbosa, diretor do departamento de DST, Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde.

Sem o hábito --e, muitas vezes, sem o conhecimento-- de usar preservativos, esse grupo se expõe mais ao risco de contrair o vírus HIV, de acordo com Barbosa. "É difícil de mudar a mentalidade dessa população. Eles ainda encaram o sexo com camisinha como chupar bala com papel."

Além disso, para as mulheres o preservativo sempre esteve associado a um método contraceptivo. Como não estão mais em idade reprodutiva, não veem por que usá-lo.

VIDA SEXUAL ATIVA

O preconceito a respeito da vida sexual dessa população também dificulta a proteção. "Ninguém de nós vê nossos nossos avós como sexualmente ativos, e isso dificulta o diagnóstico e o acesso à prevenção", diz Barbosa.

Os idosos têm ainda a ideia de que a Aids é uma doença de jovens e que estão à margem do risco, segundo o infectologista do hospital Emílio Ribas Jean Gorinchteyn, autor do livro "Sexo e Aids depois dos 50".
MARIANA VERSOLATO


Esta obra mostra o impacto do HIV/AIDS em pessoas acima de 50 anos, delineando desde formas de contaminação, onde situações cotidianas podem representar grande ameaça de contágio, como, também, o drama vivido por seus pacientes, por ocasião do diagnóstico, muitos dos quais casados, com filhos e netos, revelando como esta doença confere grande impacto psicológico e social, desfazendo elos familiares, sociais e profissionais, sendo mais doloroso e impetuoso, até, que as próprias doenças oportunistas ocasionadas pela doença. Revela exemplos de vida e superação de alguns pacientes, através de seus depoimentos, deixando uma marca maior que é o arrependimento de não ter se prevenido.


 bjs,soninha
 

Nenhum comentário:

Paz!