Paz e Amor!

Paz e Amor!
O Inverno Chegou!!

domingo, julho 29

Quando procurar o geriatra ?


Cada vez mais ouvimos as perguntas “Quando procurar o médico geriatra? Com que idade? O que este profissional pode fazer pela nossa saúde?”.

Um geriatra é um médico generalista e especialista a um só tempo. O que isto quer dizer? Médico generalista é aquele que sabe de tudo um pouco. Médico especialista é aquele que domina uma determinada área do conhecimento médico e se torna referência nesta área até mesmo para os outros médicos. Como generalista, o geriatra é capaz de prevenir, avaliar e tratar doenças dos mais diferentes aparelhos do nosso corpo; além disto, como conhece razoavelmente bem cada área da medicina, sabe onde seu conhecimento termina e onde deve contar com o auxílio de um especialista e encaminhar o paciente de forma correta. Para isto, ele estuda muita Clínica Médica, Cardiologia, Psiquiatria, Neurologia, Pneumologia, Nefrologia, etc. Mas o geriatra é também um especialista: é a única especialidade da medicina que se dedica a estudar o idoso e o processo de envelhecimento. Nesta área, o geriatra é referência para os outros especialistas. 

O geriatra se preocupa, portanto, com todos os aspectos da saúde do idoso, mas vê sempre todas elas de acordo com as particularidades da saúde diante do processo de envelhecimento. Enquanto a grande maioria das especialidades médicas se dedica a um órgão ou sistema, a geriatria é das poucas especialidades que se dedicam ao indivíduo como um todo e a única que estuda o processo de envelhecimento.

Ter um geriatra é ter o seu médico e não um médico para cada órgão ou doença. Aquele que lhe conhece e pode lhe atender, apoiar e orientar a qualquer hora em qualquer dia, no consultório, na sua casa e até dentro do hospital se for necessário. O geriatra também resgata a figura - tão saudosa e necessária nos dias de hoje em que o anonimato é a regra - do médico da família. Aquele a quem sabemos que podemos recorrer, seja quando só precisamos sanar uma dúvida, seja quando precisamos pedir socorro. 

E faz diferença pensar no envelhecimento?

Diversas modificações acontecem durante o nosso envelhecimento, e estas alterações são de início precoce. Como veremos, embora sempre haja o que se fazer para melhorar a qualidade de vida de um idoso, existem idosos que envelheceram bem e idosos que envelheceram mal. E escolher que tipo de idoso queremos ser é privilégio de quem é jovem e está disposto a planejar o seu envelhecimento.
Dr. Thiago Monaco


abçs,

Um comentário:

Orvalho do Céu disse...

Olá, querida
Eu já fui... recomendo...
Seja abençoada e feliz!!!
Bjs de paz

Paz!