Paz e Amor!

Paz e Amor!
O Inverno Chegou!!

terça-feira, fevereiro 26

Disfagia em Parkinson


A doença de Parkinson é uma doença neurológica crônica decorrente de uma degeneração dos neurônios. O parkisonismo caracteriza-se pela combinação de quatro sinais clínicos: tremor de repouso, rigidez muscular, bradicinesia (dificuldade em iniciar o movimento, acompanhado de uma redução na velocidade e na amplitude dos movimentos) e alterações dos reflexos de postura. A doença costuma ter inicio a partir do 50 anos de idade. No começo, a evolução é lenta e gradual.

O indivíduo pode apresentar comprometimento da comunicação oral, fraca intensidade vocal, alteração da velocidade da fala e articulação imprecisa, além disso, a perda de peso pode estar presente devido à dificuldade de alimentar-se com alimentos sólidos e líquidos, dando preferência aos pastosos. A dificuldade da deglutição é chamada de disfagia orofaríngea. 

Explicando melhor: é o conjunto de sinais e sintomas específicos que caracterizam-se por alterações em qualquer etapa da deglutição, podendo ser causada por doenças neurológicas ou trauma, alterações nas estruturas anatômicas responsáveis pela deglutição, envelhecimento e por uso de alguns medicamentos.

O paciente com disfagia pode apresentar “voz molhada”. Essa voz pode sugerir penetração laríngea de saliva, secreção e/ou alimentos. Na doença de Alzheimer nota-se:

- dificuldades na iniciativa de mastigar e conduzir o bolo alimentar dentro da boca;
- dependência na alimentação;
- ausência de sinais involuntários durante a mastigação;
alteração na mobilidade da língua; alteração do reflexo de deglutição;
- tosse antes ou após a deglutição.

Alguns pacientes levam de três a quatro minutos para iniciar uma simples deglutição
.
Na Doença de Parkinson, o idoso apresenta:

- rigidez, tremor e incoordenação durante a mastigação;
- escape de saliva (pode babar);
- fraca pressão labial;
- fraca intensidade vocal (voz baixa) e incoordenção pneumofônica;
- tosse antes, durante ou após a deglutição;
- possível penetração e aspiração do alimento.

Pessoas que apresentam essas dificuldades de DEGLUTIÇÃO, devem procurar o médico e o fonoaudiólogo. O fonoaudiólogo realizará uma avaliação do quadro e com base nos achados desenvolverá estratégias, que possibilitarão uma melhor deglutição e melhor qualidade de vida ao indivíduo.


Nenhum comentário:

Paz!