Paz e Amor!

Paz e Amor!
O Inverno Chegou!!

terça-feira, fevereiro 11

O tempo não faz milagres


Alguém acredita no milagre da máquina do tempo? Lembremos que, o idoso de hoje é o que moços atuais de braços fortes, virilidade momentânea, serão amanhã. 

Fugir da real, achar que tudo é para sempre, somente o brilho da luz do dia, a aparência das águas oceânicas, o verde das plantas, o infinito do céu, a mãe natureza, são capazes desse feito. Somos como o maracujá trancado numa gaveta qualquer, que com o passar de dias, vai se enrugando, criando mofo. 

Infelizmente, nos dias atuais o crime de maus tratos contra idosos está se tornando uma cultura das mais terríveis. E o que é mais acintoso: A maioria de causadores dos maus tratos contra idosos está na própria família, que deveria servir como exemplos de dedicação. 

Maus tratos é todo ato covarde, único ou repetitivo, ou até omissão velada, que pode acontecer contra qualquer pessoa, mas contra a pessoa idosa é pior ainda, devido as suas fragilidades físicas. 

Carrascos de idosos são aqueles que não imaginam suas velhices, descarregam suas frustrações, até abusam financeiramente de quem deveria cuidar, como também roubam seus bens conquistados com muita luta ao longo de anos. 

No artigo 10 do estatuto do idoso, consta sobre a obrigatoriedade do Estado e da sociedade em assegurarem à pessoa idosa a liberdade, o respeito e a dignidade, como pessoa humana e sujeito de direitos civis, políticos, individuais e sociais, garantidos na Constituição e nas leis. 

Disse-me outro dia uma senhorinha de fisionomia sofrida, quase cem anos de vida: “Tenho filhos, netos, bisnetos, tataranetos, penta netos, mas é como se eu não os tivesse, pois eles não me visitam”. “Se eu encontrá-los casualmente, talvez não consiga reconhecê-los mais.” “Não tenho posses, por isso sou esquecida”. “A situação poderia ser bem pior, se eu fosse uma idosa sem movimentos nas pernas, nos braços, memória enfraquecida, mas por enquanto estou viva até quando Deus me chamar”. “O que pode um idoso fazer da vida, se não esperar pela vontade de Deus”?

Nenhum comentário:

Paz!