Alegrai-vos no Senhor!

terça-feira, outubro 27

Pintura em tela traz benefícios à terceira idade


Quem disse que a aposentadoria precisa ser sinônimo de rotina pouco ativa? Realizar tarefas simples, porém prazerosas no dia a dia ajudam a melhorar a autoestima do idoso e ainda contribuem para o aumento da sua capacidade cognitiva.
Por este motivo, é importante ocupar o tempo livre – adquirido após o término das responsabilidades trabalhistas – de maneiras diferentes, com práticas ocupacionais como a pintura em tela. Não é necessário ser nenhum artista ou pintor profissional para começar a pintar. Basta pegar o pincel, uma tela em branco e começar a expor todo o sentimento através de desenhos ou figuras geométricas.

Estudos revelam que o desenho e a pintura atuam na coordenação motora das pessoas, ajudam na capacidade de organização e servem como um recurso terapêutico, obviamente, aliada a outros tratamentos já realizados pelo idoso. Os canais sensoriais também são ativados durante a prática da pintura. Com isso, ajuda a equilibrar as emoções e soltar a imaginação e pensamentos.

Como é uma atividade que requer concentração, aprimora a capacidade de observação, de prestar atenção em mínimos detalhes e, claro, aumenta a crítica ao conferir os progressos da própria pintura em tela. Para quem vai fazer um curso de pintura, essa atividade ajuda também a melhorar as relações interpessoais já que incentiva a comunicação entre os colegas para trocas de informações, dicas e sobre novas técnicas.

Aliás, especialistas afirmam que a atividade é muito interessante para todas as faixas etárias, porém, na terceira idade ajuda a ativar a memória. A razão é que, como qualquer outra atividade, requer aprendizagem ao longo dos anos ajudando a manter os neurônios sempre ativos.

Embora não haja cursos de pintura totalmente gratuitos, por causa do custo com materiais é grande o número de aposentados que buscam na arte uma forma de superar doenças, elevar a autoestima e ocupar o tempo.

Nenhum comentário:

Paz!