Alegrai-vos no Senhor!

terça-feira, agosto 9

‘Estação Ativamente’ ajuda a estimulação mental e física de idosos


Utilizando jogos computadorizados de alta tecnologia adaptados para a terceira idade, as atividades do projeto proporcionam maior interação social, maior independência e autonomia e prevenção de declínio funcional e da memória

A geração atual nascida no universo de ícones, imagens, botões e teclas – transita com desenvoltura nesta cena visionária de quase ficção científica. Mas a outra, nascida em tempos de relativa estabilidade, convive de forma conflituosa com as rápidas e complexas mudanças tecnológicas, cuja progressão é geométrica. 

Por isso, para promover a inclusão das pessoas idosas no contexto do mundo tecnológico e digital, deve-se levar em conta a sua linguagem, sua história de vida, sua saúde mental, emocional e física, entre outras singularidades. 

Estação Ativamente 


Baseando-se neste contexto, foi desenvolvido o programa intitulado “Estação Ativamente”, cuja iniciativa é inédita e pioneira no Brasil – pioneira também quando comparado a países desenvolvidos. 

A Estação Ativamente, da qual sou coordenadora científica – e que conta com o auxílio de monitores formados pela Universidade de São Paulo (USP), além do apoio da Secretaria de Assistência e Inclusão Social da Prefeitura de São Caetano do Sul –, é um programa voltado para indivíduos com idade de 60 anos ou mais, que visa a estimulação das habilidades cognitivas, físicas e de humor do indivíduo idoso, proporcionando maior interação social, maior independência e autonomia e prevenção de declínio funcional e da memória através de equipamentos e jogos eletrônicos importados e de alta tecnologia. 

Melhora do desempenho cognitivo 

Testes realizados com um grupo de 240 idosos saudáveis com 60 anos e mais, no início do projeto, mostraram que houve ganhos significativos no desempenho de linguagem e em orientação temporal, quando comparados ao inicio de sua participação. O que pode sugerir que os mesmos ficaram mais orientados quanto às datas, e mais rápidos na busca semântica, apresentando benefícios em habilidades de memória verbal e velocidade de processamento para materiais verbais. 

A participação no Programa Estação Ativamente possibilitou aos idosos espaços para o exercício da criatividade, a construção e reconstrução do conhecimento, da troca de saberes, o desenvolvimento do pensamento, a capacidade de memorização, instigando a mente a pensar, memorizar, resolver, a ludicidade e formular problemas. Assim, a aprendizagem de novas tecnologias proporciona aprendizagens novas, levando ao exercício e manutenção de bom desempenho cognitivo nos idosos. 

Equipamentos atendem particularidades da 3ª idade


Todos os equipamentos da Estação Ativamente passaram por adaptações que atendessem as particularidades da terceira idade, como design, som, velocidade de processamento de informações, níveis de dificuldades e acessibilidade apropriados para adultos e idosos. Toda metodologia do programa é passada a monitores por profissionais especializados da área da Gerontologia. 

Periodicamente, esses profissionais fazem visitas e debates com os monitores para analisarem os resultados do programa, que oferece equipamentos para atividades como dança, treinamento de atenção visual, treinamento em funções executivas, treinamento da memória, atividades cooperativas, entretimento e estações de computadores com jogos cognitivos. 

Mente ativa 

Alguns idosos, ao ingressarem no Projeto Estação Ativamente, afirmavam que não aprenderiam e que teríamos que ter muita paciência, tinham também muitas expectativas que, com o passar do tempo, foram sendo supridas. 

Oddete Alzira Mansini Chies, 81 anos, uma das alunas do projeto, inscreveu-se no projeto por acreditar que seria uma atividade boa para manter sua mente ativa. “Se você não tem memória, não pode fazer nada. As aulas são ótimas e muito alegres”, enfatizou, contente, a aluna.



Mestre e Doutoranda em Neurologia pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) e Presidente da Associação Brasileira de Gerontologia (ABG), é Coordenadora Científica do Projeto Estação Ativamente

Paz e Luz!

Nenhum comentário:

Paz!