Paz e Amor!

Paz e Amor!
O Inverno Chegou!!

terça-feira, junho 15

VELHA RANZINZA

 

VELHA RANZINZA


O corpo em ruínas
A graça e a energia desaparecidas
Hoje há uma pedra onde antes havia um coração
Mas,dentro desta velha carcaça,uma mocinha existe ainda
E vez e outra incha este maltratado coração
Lembro-me da dor,e me recordo das alegrias
E estou viva e consigo amar,por inteiro,novamente
E penso nos anos,poucos demais,que passaram rápido demais
E aceito o fato lancinante de que nada durará
Por isso,abram os olhos,enfermeiras,abram os olhos e vejam
Não uma mulher ranzinza
Olhem mais de perto
Vejam a mim.

AD

Este texto,trata-se de um bilhete deixado por uma idosa de 90 anos,dentro do seu armário num asilo inglês onde ela morava,endereçado às enfermeiras.Seu título era: "A Crabbed Old Woman".A identidade da idosa foi preservada e o texto retirei-o do livro:"TOCAR, O SIGNIFICADO HUMANO DA PELE" /Ashley Montagu.

bjs,soninha

Um comentário:

Anne Lieri disse...

Soninha,genial esse texto!No fundo,ela se sentia sozinha e abandonada naquele asilo!Tenho um texto sobre envelhecer no meu blog "nas asas dos versos".Se quiser está no arquivo,postei há poucos dias e ficarei feliz em participar por aqui tb!Bjs,

Paz!