Paz e Amor!

Paz e Amor!
O Inverno Chegou!!

sábado, outubro 2

INFARTO AGUDO DO MIOCÁRDIO





O infarto não é uma doença de colesterol, e sim, uma doença inflamatória.
 
PROTEÍNA C REATIVA
 
Sintetizada no fígado em resposta à presença de inflamação aguda ou crônica, após a síntese prévia de Citocinas pró-inflamatórias, a proteína C reativa vem sendo estudada intensamente nos últimos anos, por conta da sua íntima correlação  não só com as doenças crônico-degenerativas da velhice, como, principalmente, pela sua capacidade preditiva em relação às doenças cardiovasculares.
 
É hoje considerada o mais preciso marcador de risco para doenças degenerativas da velhice.A compreensão e um melhor conhecimento e conscientização do importante papel da PCR na área da cardiologia, se dá por conta de ser um marcador muito mais preciso do que a dosagem do colesterol na predição de um risco futuro de infarto.
 
É chegado o momento de mudar paradigmas e começarmos a compreender urgentemente que o Infarto Agudo do Miocárdio não é uma doença de colesterol, e sim uma doença INFLAMATÓRIA.A inflamação crônica subclínica está na base das doenças obstrutivas cerebro-vasculares .

Entender o papel central da PCR neste processo, torna-se ainda mais relevante pelo fato de que a maioria dos indivíduos vitimados por infarto tem os níveis de colesterol dentro de valores absolutamente normais, enquanto que,  vários estudos que analisaram o grupo de infartados normocolesterolêmicos, identificou um achado altamente relevante: TODOS APRESENTAVAM NÍVEIS DE PROTEÍNA C REATIVA ELEVADA !
 
Um grande número de estudos e trabalhos científicos publicados nos últimos cinco anos, vem trazendo uma verdadeira avalanche de evidências que confirmam o papel central da PCR no risco para o IAM , bem como outras doenças até então consideradas "próprias e "inevitáveis" da velhice.
 
A conclusão dos estudos é unânime: ações, fármacos ou opções terapêuticas que induzam ao declínio da PCR, constituem-se em uma das mais importantes ferramentas de promoção de medicina preventiva e de redução do risco para as doenças cardiovasculares.


 

Nenhum comentário:

Paz!