Paz e Amor!

Paz e Amor!
O Inverno Chegou!!

quarta-feira, setembro 25

Como prevenir acidentes domésticos com idosos


A população brasileira está envelhecendo. Segundo dados do IBGE divulgados nos últimos anos, o Brasil é um país que caminha velozmente rumo a um perfil demográfico cada vez mais senil. Se por um lado a longevidade é algo positivo, por outro, requer atenção especial em vários aspectos. Um deles é a preocupação com os riscos de acidentes que ocorrem dentro de casa: os idosos estão mais sujeitos a quedas e fraturas. Embora seja comum associar esses tipos de incidentes às crianças, assim como elas, os idosos também devem ser considerados no grupo de alto risco quando o assunto são acidentes domésticos.

Segundo o Sistema Único de Saúde (SUS), 75% das lesões sofridas por pessoas com mais de 60 anos são causadas por acidentes domésticos. A maior parte desses acidentes são quedas, que podem causar fraturas e machucados. “A diminuição da visão, dos reflexos e da coordenação motora na terceira idade contribui para que isso aconteça. Além disso, a pele do idoso é muito mais fina e, portanto, susceptível, do que a de um adulto ou mesmo de uma criança, uma vez que com o tempo vai perdendo o colágeno - camada de sustentação da pele” comenta a Dra. Anelisa Lamberti, dermatologista membro efetivo da Sociedade Brasileira de Dermatologia e American Academy of Dermatology.

Por ter uma pele mais fina, qualquer esbarrão ou machucado pode acarretar algo muito mais grave e, para isso, é preciso ter atenção redobrada. “Caso o idoso sofra um machucado ou queimadura leve, o local deve ser lavado com água corrente e sabonete neutro. Logo depois pode ser usado um spray antisséptico, seguido de curativo com pomada antibiótica para prevenir infecções e favorecer a cicatrização”, orienta a médica.

A adoção de medidas de segurança e modificações nos interiores dos cômodos tornam o lar um ambiente mais seguro e adaptado para os idosos, contribuindo, assim, para a prevenção de acidentes domésticos. Porém, caso algum imprevisto aconteça e seja seguido de um machucado leve, recomenda-se o uso de um spary antisséptico como Neba-Sept® que é composto por digluconato de clorexidina, seguido por uma pomada antibacteriana para inibir o crescimento de bactérias, como Nebacetin® do laboratório farmacêutico Takeda, que é composta por sulfato de neomicina e bacitracina zíncica.

“O acidente mais comum é no banheiro e, portanto é imprescindível que este local da casa seja bem adaptado com barras de apoio, tanto no vaso como dentro do box, piso antiderrapante e prateleiras baixas de fácil manuseio”, completa a médica.

Além disso, é preciso pensar também nos demais cômodos da casa. Abaixo, a Dra. Anelisa dá algumas dicas do que pode ser feito para os idosos viverem com mais segurança e conforto:

• Colocar corrimão nas escadas e utilizá-los sempre;
• Utilizar as escadas sempre com a luz acesa;
• Colocar fita adesiva colorida e antiderrapante nos degraus;
• Aumentar a altura dos móveis e do vaso sanitário;
• Manter os objetos e utensílios mais utilizados entre a altura dos ombros e da cintura,
• Evitar subir em banquinhos e cadeiras ou abaixar-se demais;
• Evitar o uso de chinelos e sapatos mal calçados ou soltos;
• Evitar o uso do fogão, devido ao maior risco de queimaduras;
• Evitar contato com produtos químicos como inseticidas e cloro pelo risco de intoxicação e alergias;
• Remover tapetes e proteger os cantos de mesas com utensílios apropriados de silicone;
• Manter os remédios de uso contínuo organizados em caixas e etiquetados, evitando ingestão acidental;
• Ter sempre à mão telefones de emergência

Nenhum comentário:

Paz!