Paz e Amor!

Paz e Amor!
O Inverno Chegou!!

segunda-feira, setembro 21

Dez sinais de alerta para a doença de Alzheimer


O Mal de Alzheimer é uma doença em que o diagnóstico precoce é fundamental para retardar o seu avanço, pois normalmente vai-se agravando com o progredir da demência.

No entanto, existem alguns sinais importantes que podem ajudar a identificar precocemente a doença de Alzheimer, como:
- Perda de memória, especialmente de acontecimentos mais recentes;
- Dificuldade em executar tarefas do cotidiano, como usar o telefone ou cozinhar;
- Desorientação, não identificando a data, a estação do ano, o local onde se encontra;
- Problemas de discernimento, como dificuldade em se vestir de acordo com a estação do ano, por exemplo;
- Problemas de linguagem, como esquecimento de palavras simples associado à dificuldade de compreensão da fala e da escrita;
- Repetir conversas ou tarefas, devido ao esquecimento constante;
- Trocar o lugar das coisas, como colocar o ferro de passar roupa na geladeira, por exemplo;
- Alteração brusca do humor sem razão aparente;
- Alteração na personalidade de modo a se identificar na pessoa apatia, confusão, agressividade ou desconfiança;
- Perda de iniciativa, com características de desinteresse pelas atividades habituais, apresentado apatia.
Diagnóstico do Alzheimer

Para fazer o diagnóstico da Doença de Alzheimer é necessário observar vários sinais e sintomas da demência. Além disso, para confirmar qual o tipo de demência é necessário realizar exames de imagem como ressonância magnética ou tomografia computadorizada.

No consultório médico o neurologista poderá realizar uma série de testes que podem indicar o comprometimento da memória e orientação.

Estes sintomas vão se instalando aos poucos e a perda da memória vai se tornando cada vez mais evidente, sendo este o principal sintoma do Alzheimer.

Quando afeta os jovens, estes sintomas podem começar a aparecer por volta dos 30 anos de idade, mas o mais comum é que eles surjam a partir dos 70 anos.

Tratamento para Alzheimer

O tratamento do Mal de Alzheimer é feito com a toma de medicamentos para diminuir os sintomas da doença, como Memantina, além de ser necessário realizar fisioterapia e estimulação cognitiva.

Assim, como a doença não tem cura, o tratamento deve ser instituído pela vida e, é normal que o indivíduo se torne dependente de outros para realizar tarefas do dia a dia, como comer, escovar os dentes ou tomar banho e, por isso, é importante que haja um cuidador próximo para o auxiliar e evitar o paciente correr perigos.

Nenhum comentário:

Paz!