Alegrai-vos no Senhor!

segunda-feira, junho 27

O local onde moramos pode parecer inofensivo, mas esconde armadilhas que passam despercebidas


É importante ficar atento ao ambiente doméstico, realizando mudanças e adaptações de acordo com as alterações corporais e mentais inerentes ao envelhecimento.

O local onde moramos, frequentemente motivo de orgulho e fruto de muita luta, onde conhecemos de uma forma íntima todos os detalhes, pode parecer inofensivo a primeira vista, mas esconde surpresas e armadilhas que passam despercebidos frente a olhos destreinados. 

Com o passar dos anos, nosso organismo vai se fragilizando e o equilíbrio vai diminuindo. A utilização de remédios que afetam a consciência e o aparecimento de distúrbios neurológicos podem transformar nossa percepção do ambiente doméstico. Muitas vezes esse ambiente acaba se tornando cenário de quedas e acidentes. Até quedas “da própria altura” podem causar lesões gravíssimas como a fratura de fêmur, que levam a incapacidade e até ao óbito. 

Por isso, é importante ficar atento no ambiente doméstico realizando mudanças e adaptações pensando sempre nas alterações corporais e mentais inerentes ao envelhecimento, moldando-as de acordo com as necessidades de cada indivíduo. 

Dicas:

Dez sugestões ergonômicas* em ambiente domiciliar aplicadas às pessoas da terceira idade: 
1. Procure ter sempre ambientes mais iluminados. Podendo optar, opte por lâmpadas chamadas frias ou fluorescentes, pois iluminam mais e gastam menos.

2. Os tapetes também podem funcionar como armadilhas. Eles devem ser colocados em locais onde são realmente necessários, e devem ser aderentes ao piso, evitando, assim, quedas.

3. A utilização de corre-mão ao longo de escadas e rampas também é potencialmente benéfico.

4. A questão do piso também é importante. Opte sempre por modelos que não sejam escorregadios, principalmente quando molhados. Uma ótima saída para quem tem piso com essas características e não quer trocá-lo, é utilizar lixas especiais, que devem ser coladas em seqüência, formando um caminho ao longo do quintal ou áreas externas.

5. Sempre optar por um varal com sistema de polias preso com ganchos no teto, evitando assim o movimento e a utilização excessiva e inadequada da articulação do ombro, uma articulação que freqüentemente é alvo de queixas, principalmente em mulheres acima dos 50 anos.

6. Para as pessoas que residem em casas, o sistema de fotocélula também é interessante, onde, por meio de sensores, as luzes se ascendem ao perceberem a presença de alguém se aproximando.

7. A casa deve possuir aparelhos de telefone fixo e telefones sem fio, facilitando assim a utilização do telefone em qualquer parte da casa.

8. No quarto, o interruptor deve ser localizado na cabeceira da cama.

9. Optar por portões automáticos a fim de evitar acidentes em dias de chuva e segurança no período noturno.

10. Um “amigão do peito” também pode ajudar, principalmente para as pessoas que moram sozinhas. Prefira um animal de raça pequena, comportada, inteligente e dócil, para não incomodar os vizinhos. 
Viver com Saúde é viver feliz!

Nenhum comentário:

Paz!