São João Tá Chegando Gente!

sexta-feira, julho 18

Em Belém, delegacia registra aumento de violência contra idosos


Até junho deste ano foram realizados 642 atendimentos.Desvio de proventos, humilhação e maus-tratos são os casos mais comuns.

A Delegacia de Proteção ao Idoso (DPID) da Polícia Civil, em Belém aponta que os casos de violência contra o idoso têm aumentado nos últimos anos no Pará. Dados da DPID mostram que até o mês de junho deste ano foram registrados, na delegacia, 642 atendimentos. No ano passado, o número total de casos registrados foi de 500. As denúncias feitas pelo Disque Denúncia (181) e Disque 100 também aumentaram, chegando a mais de 220, com uma média 25 ligações por mês.

“As pessoas estão denunciando muito mais. E os idosos têm se conscientizado cada vez mais sobre os seus direitos”, diz Sandra Veiga, delegada titular.

Segundo a delegada, os crimes contra idosos mais registrados são o desvio de proventos financeiros, como pensão e aposentadoria; a humilhação e os maus-tratos. Em maior parte, os autores dos crimes são membros da própria família da vítima ou ainda vizinhos. “Qualquer pessoa que perceba que um idoso está sendo agredido pode procurar a delegacia. O importante é que não se deixe de denunciar”, complementa.

Na Delegacia de Proteção ao Idoso podem ser registrados os casos dos crimes previstos no Estatuto do Idoso. Em caso de abandono ou maus-tratos, o cidadão deve ir primeiro à delegacia de polícia mais próxima e em seguida ao Ministério Público, além de procurar as entidades de defesa dos direitos humanos.

Investigação 

Para os idosos que não têm condições físicas para se deslocar, a Delegacia realiza procedimentos e coleta de depoimentos no local onde a vítima de violência estiver. Com equipamentos portáteis, a equipe abre o inquérito assim que constata crime contra idoso na apuração de denúncia.

O trabalho de investigação conta com apoio da equipe de assistentes sociais para avaliação imediata da situação do idoso. Conforme a diretora da DPID, pode-se inclusive solicitar ao Poder Judiciário as chamadas medidas protetivas à vítima, nos casos de risco à vida do idoso, de abandono, de maus-tratos e de ameaças de morte.

As denúncias podem ser por telefone ou diretamente na sede da Delegacia de Proteção ao Idoso (DPID), na sede da Divisão de Investigações e Operações Especiais (DIOE), localizada na rua Avertano Rocha, 417, entre travessas São Pedro e Padre Eutíquio, bairro da Cidade Velha, em Belém. O atendimento é de segunda à sexta-feira, em horário comercial. Informações pelo telefone (91) 3222-7564, ou via internet, no endereço eletrônico dpid@policiacivil.pa.gov.br. Denúncias de crimes contra idosos, 24 horas, pelo fone 181 (Disque-Denúncia).


Nenhum comentário:

Paz!