Paz e Amor!

Paz e Amor!
O Inverno Chegou!!

segunda-feira, junho 1

Vovôs conectados: idosos estão cada vez mais ativos na Internet

 
A figura da vovó sentada na cadeira de balanço fazendo crochê já não é mais tão fiel assim à realidade. Hoje, boa parte dos idosos já não se sente mais intimidada pelos avanços da tecnologia - pelo contrário, eles gostam e fazem questão de usufruir das facilidades advindas da era da Internet. Aos poucos, eles vão dominando as ferramentas disponíveis - alguns são autodidatas, outros contam com a ajuda dos filhos ou netos - mas agora, no lugar do crochê o que está sempre à mão são os tablets e os smartphones.
Segundo uma pesquisa realizada em 37 cidades do Brasil pela Telehelp, empresa de teleassistência remota, 66% daqueles com 60 anos ou mais utilizam a Internet com frequência, sendo 45% para fazer compras online. Entre as redes sociais mais acessadas por eles estão o Facebook, com 95% de usuários, o Linkedin, com 23%, e o Instagram, com 19%. Entre estes está a aposentada Adair Marques, 77 anos, que possui conta no Facebook e Instagram.

Para Dona Adair, cada curtida e comentário novo em suas fotos, é motivo de alegria. “Gosto de colocar novas fotos e gosto quando curtem. Já até aprendi a tirar ‘selfie’”, diz. Tudo começou quando há cerca de dois anos ela decidiu não ficar para trás na onda da web e fez um curso de informática básica na Universidade Aberta da Terceira Idade (Unati). Em casa, ela conta com o apoio dos netos, os quais lhe auxiliam quando é necessário.

Sobre os colegas de sua faixa etária que rechaçam a tecnologia, D. Adair é categórica. “Acho que são pessoas não têm vontade de aprender, o que é diferente de mim. Por ter trabalhado em rádio e na televisão, tenho vontade de me informar, de ver o que está acontecendo. De certa forma eu sempre esteve conectada com a tecnologia”, opinou.

Na ponta do dedo

Outro integrante da melhor idade que também está cheio de vontade de aprender é o jornalista e advogado Benedito Azedo, 81 anos. Natural de Parintins, ele confessa que adora se inteirar de notícias da sua cidade natal, também do Amazonas, Brasil e mundo. Para isso, gosta de ler a versão online de jornais no tablet.

“Confesso que procuro estar atualizado. Aquilo que não sei fazer, peço ajuda dos meus filhos e netos. Adoro a minha cidade e quero saber tudo de lá, então dou um jeito de ficar informado de tudo que é jeito: pelos jornais, blogs e Facebook. Eu fico direto com o dedo na tela do tablet vendo tudo”, diz.

Azevedo mostra uma postura autoconsciente quando fala que resolveu se inteirar das possibilidades tecnológicas ao invés de sempre pedir para que outros fizessem os acessos para ele. “Eu estava empurrando isso com a barriga. Sempre havia gente da minha casa para me ajudar e eu recorria a eles. Agora não é justo deixar fazerem tudo por mim - eu viraria um chato. Eu demoro um pouco, mas acesso tudo”, diz, sem esconder a ansiedade de dominar ainda mais ferramentas da web.

Saiba +

Não é mais mistério

Ainda segundo a pesquisa capitaneada pela Telehelp, entre os usuários, 59% na faixa dos 80 dizem não saber usar a internet; os números caem para 19% para os na faixa dos 70 anos. Apenas 2% das pessoas com 60 anos não sabem usar a internet.

Nenhum comentário:

Paz!