Paz e Amor!

Paz e Amor!
O Inverno Chegou!!

domingo, julho 26

Como Surgiu o Dia dos Avós?


Em alguns países, como Portugal e Brasil, comemora-se o Dia dos Avós todo 26 de Julho. Mas você sabe como surgiu nesses países a idéia de se ter um dia dedicado aos queridos vovôs e vovós?

Segundo o site Avós no Mundo , a ideia de instituir o dia 26 de Julho como Dia dos Avós em Portugal foi lançada no final dos anos 80 por Ana Elisa do Couto Faria, uma portuguesa de 66 anos, então avó de quatros meninas e dois meninos, nascida na cidade de Penafiel – Norte de Portugal.

Para ela tal celebração, semelhante à que se faz no Dia das Mães ou no Dia dos Pais, consagra a figura tutelar dos avós como guardiões das tradições familiares e pode ajudar a quebrar a solidão de muito avô ou avó, ao menos um dia no ano. Consta que ela usava uma frase, atribuída a Jonh Collins, que lhe era muito querida quando se expressava perante jovens: «aproveitar um bom conselho requer mais sabedoria do que dá-lo».
"Nós avós, encarados como fatores de transmissão cultural, depositários da história familiar e como elo de ligação entre o passado e o futuro, permitem-nos a consideração de que a construção da sociedade futura é uma tarefa em que podemos desempenhar um papel chave, e mais que ontem, devemos hoje e sempre salientar a atenção aos nossos ricos e serenos aconselhamentos de molde a que amanhã sejam fatores de orientação diversa no caminho da perfeição social e familiar.

Com a sabedoria dos costumes, lendas e tradições, referências de enorme valor, devemos, com a realidade sempre presente, realçar os tempos duros passados onde, apesar de tudo, na cooperação social havia o maravilhoso sentimento do amor! "
Sua Santidade João Paulo II nas suas reflexões do novo milênio disse que os grandes problemas que afetam a cultura contemporânea, resultam de se ter querido cortar à vida pessoal e pública a verdadeira escala de valores.

Nesses valores encontra-se uma palavra predominante; Humildade. Verdadeiro sinal de inteligência e fonte de serenidade. Nestas, encontramos a necessidade da realização de um trabalho que por mais obscuro e modesto, seja uma obra-prima de amor e perfeição ao fazer refletir na simples pequenez do nosso conselho.

Nascida a 22 de Janeiro de 1926, na cidade de Penafiel, Ana Elisa do Couto era uma dentre os nove filhos de um casal de proprietários humildes e generosos. Já casada e mãe, Ana Elisa logo percebeu que seus pais, perante os netos, eram o tal fator de orientação e perfeição familiar. Com o nascimento do primeiro neto, Ana Elisa começou a verificar e a interiorizar o modo como seria bonito dar relevo aos Avôs do seu país e do mundo. Por cerca de dezesseis anos percorreu diversos países do mundo levando consigo a mensagem do dia 26 de Julho. Ela não se poupou a esforços para fazer nascer o "dia". Recorreu a diversos organismos da igreja católica, meios da comunicação social e deputados, e usava todos os meios ao seu alcance sendo que um dos mais notados era recorrer a figuras públicas portuguesas, em especial atletas de alta competição e lhes pedia para levarem a mensagem através de posters.

Após muita perseverança, em Portugal a Assembléia da Republica aprovou, pela resolução 50/2003 de 04 Junho, o Dia 26 Julho como Dia Nacional dos Avós.

Em entrevista concedida em Agosto de 2003, Ana Elisa Couto (“D. Aninhas”, como era chamada pelos amigos), então com setenta e sete anos, disse: 
“Se consultar os arquivos dos meios de comunicação anteriores a 1986, poderá verificar que o tema sobre os avós era quase completamente esquecido. A partir do ano de 1992 em que se realizou a primeira festa em Penafiel patrocinada pela Câmara e divulgada em diversos meios de comunicação social, o dia foi engrandecendo no aspecto de se falar um pouco mais nos avós. Lembro-lhe que nessa década percorri diversos países e sempre levei comigo a mensagem deste dia, fazendo-me acompanhar de cartazes alusivos”.
Foi muitas vezes convidada a visitar outros países (Brasil, França, Estados Unidos, Alemanha, África do Sul, Angola, Espanha, Suíça, Canadá) para a conhecerem e participar das festividades. Ana Elisa Couto veio a falecer em Novembro 2007.

O dia 26 de julho foi escolhido como o Dia dos Avós porque é o dia de Santa Ana e São Joaquim, pais de Maria e avós de Jesus Cristo.

A data da festa de São Joaquim sofreu várias alterações ao longo dos tempos, mas em 1879 o Papa Leão XIII, cujo nome de batismo era Gioacchino (versão italiana de Joaquim), estendeu sua festa a toda Igreja. Finalmente, o Papa Paulo VI associou num único dia, 26 de julho, a celebração dos pais de Maria Santíssima (Wikipédia).

Embora no Brasil já seja costume comemorar o Dia dos Avós em 26 de Julho, não temos notícias de essa data ter sido oficialmente estipulada pelo governo brasileiro.

Nenhum comentário:

Paz!