Paz e Amor!

Paz e Amor!
O Inverno Chegou!!

terça-feira, março 1

Festival da Primavera - Martenitsa - na Bulgária.


Em 1º de março povo búlgaro comemora um feriado tradicional chamado Baba Marta (ou avó Marta) e está relacionado em receber a primavera que se aproxima. Pessoas em tudo mundo se reúnem no início da Primavera com alegria e com esperanças renovadas, mas na Bulgária essa festa é amparada numa tradição antiga.

Neste dia, os búlgaros trocam, os chamados "Martenitsi" ("Martenitsa" - singular, "Martenitsi" - plural) e dizem uns aos outros ", Chestita Baba Marta!" Este costume é, essencialmente, para desejar boa saúde, boa sorte e felicidade para a família e amigos. O nome "Martenitsa" é retirado da palavra búlgara que designa março, ou, como diz uma lenda, uma velha senhora brava chamada Baba Marta em búlgaro ("baba" significa avó e Marta vem da palavra "mart", o que significa Março em búlgaro).

No folclore búlgaro Baba Marta é uma mulher velha rabugenta que muda de humor muito rapidamente e isso reflete no mutável tempo em março. Quando ela está sorrindo o tempo está ensolarado e quente, mas se ela fica com raiva o frio vai ficar por mais tempo e pode até mesmo nevar. Vestindo as cores vermelha e branco da Martenitsa nosso pede a Baba Marta por misericórdia, esperando que ela vai fazer passar o inverno mais rápido e trazer a primavera.


A Martenitsa é feita de fios vermelhos e brancos retorcidos - lãs, sedas ou em algodão. O branco é um símbolo de força, pureza e felicidade. O vermelho é associado com a saúde, o sangue, a concepção, e da fertilidade

O mais típico Martenitsa representa duas pequenas bonecas de lã - Pizho e Penda. Pizho é a boneca do sexo masculino, geralmente feita na cor branca. Penda é a boneca do sexo feminino, geralmente confeccionada na cor vermelha e destacada por sua saia. Existem muitas outras variações e formas. Com as linhas vermelhas e brancas entrelaçadas também são feitas pulseiras, colares, pompons, bolas, quadrados, figuras humanas ou animais. 

Quando alguém lhe dá uma Martenitsa você deve usá-la ou prendê-la em sua roupa, na mão amarrada em torno do pulso, ou em torno de seu pescoço até ver uma cegonha, ou uma árvore de fruto em flor, pela primeira vez na temporada. Depois disso, você pode amarrá-la em uma árvore de florescência para a fertilidade. Acredita-se que a Martenitsa traga saúde, felicidade e longevidade. Como uma espécie de amuleto a Martenitsa foi atribuída um poder mágico acreditado se proteger pessoas de "má sorte", doentes e com mau-olhado.


O costume de usar Martenitsa é, provavelmente, a tradição búlgara mais interessante. De acordo com uma das muitas lendas, esta tradição também está relacionada com a fundação do Estado búlgaro em 681 AD. O famoso “Khan” Asparuh, rei dos protobúlgaros, no ano de 680, mandou uma mensagem aos seus soldados, encorajando-os para uma batalha final. Com um fio branco prendeu-a em um dos pés do pombo-correio que, que ao chegar ao seu destino, com o pezinho sangrando, tingiu o fio de vermelho.

A batalha foi ganha e, por isso, na tradição Búlgara, para se ter boa sorte, usam-se amuletos com estas cores, a partir do primeiro dia do mês de março até avistar um pássaro migrante, como a cegonha e a andorinha. Neste momento deve-se amarrá-la em uma árvore, em florescência, o mais perto do pássaro, dizendo:

“Leve embora as dificuldades do inverno e deixe-me, apenas, as belezas da primavera!”.

Nenhum comentário:

Paz!