Paz e Amor!

Paz e Amor!
O Inverno Chegou!!

sábado, agosto 6

Idosos têm mais problemas de saúde durante o inverno


Manter-se agasalhado e praticar exercícios são orientações dos médicos. Alimentação precisa ter como base proteínas, frutas e verduras.

No inverno crianças e idosos são os que mais sofrem com as baixas temperaturas. Nesta época do ano, de acordo com os especialistas, aumenta o número de problemas respiratórios, lesões e infartos. Entretanto, existem atitudes que podem facilitar a vida, especialmente, dos mais velhos. A presidente da Sociedade Brasileira de Geriatria no Paraná, Débora Lopes, conversou com o G1 e passou algumas orientações. 

Prevenção

É de extrema importância, segundo a médica, manter-se agasalhado, usar roupas quentes e estar em ambientes bem aquecidos. Ela explica que esse cuidado visa evitar a perda de calor e minimizar o risco de hipotermia. As temperaturas baixas, lembrou Lopes, podem agravar a saúde do idoso, com aumento da pressão e das dores articulares. Além disso, a médica afirmou que é importante tomar as vacinas disponíveis nas Unidades de Saúde, higienizar as mãos e ainda evitar contato com pessoas doentes. Outro aspecto relevante é a exposição ao sol, que incentiva a produção de Vitamina D.

O ideal, lembrou a médica, é evitar ficar exposto ao frio e ao calor intensos. Com baixas temperaturas, as pessoas procuram lareiras, fogão a lenha e aquecedores. É necessário, porém, tomar cuidado com a emissão de monóxido de carbono. O local deve estar aquecido e ventilado, destacou a médica.



Exercícios mais indicados

Lopes enfatizou que a atividade física tem muita importância na terceira idade. Os exercícios resistidos, que são aqueles que exigem força muscular, devem ser praticados com maior frequência. De acordo com a médica, o idoso tem perda de massa muscular e de força. Essa fragilidade leva à queda, que sempre é delicada para quem tem mais de 60 anos. Ainda no sentido de prevenir a queda, os idosos devem trabalhar os exercícios de equilíbrio.

Quando procurar o médico

De acordo com a médica, sempre que houver piora do estado geral de saúde é necessário procurar um especialista. “Por exemplo, o idoso nem sempre vai ter febre, com a pneumonia. Mas se está com tosse, expectoração, falta de ar e não está conseguindo se alimentar é um sinal de alerta, é um sinal de que ele tem que procurar ajuda”, afirmou Débora Lopes.


Doentes crônicos têm mais complicações

No inverno, os doentes crônicos podem ter o quadro agravado. A geriatra explica que as infecções virais e bacterianas, que são comuns neste período do ano, podem piorar a doença de base.

Alimentação

Como em qualquer faixa etária, a alimentação saudável é indispensável. No caso dos idosos, é importante caprichar na ingestão de proteínas, frutas e verduras. A médica orientou a prestar atenção neste aspecto, porque o idoso tende a consumir muito carboidrato, como açúcares, pães e massas, causando uma deficiência em relação a outros nutrientes. Este hábito, de acordo com a médica, pode levar a baixa imunidade.


Nenhum comentário:

Paz!